Conselhos para a iluminação de cozinhas

Conselhos para a iluminação de cozinhas

Falar de conselhos para a iluminação de cozinhas é referir-se à iluminação que deve ter uma das zonas de reunião mais importantes de uma casa. A qualidade e também a personalidade deste ambiente pode ver-se afetada por uma má ou boa iluminação.

Se tens problemas com a luminosidade da tua cozinha e não sabes como resolver, temos aqui para ti alguns conselhos úteis que podes utilizar para embelezar e encher de vida este espaço.

Se bem que muitos podem pensar que a cozinha é uma área pouco importante da casa, a verdade é que é uma das que deve ter maior relevância já que é onde se preparam os nossos alimentos e onde regularmente se come enquanto se partilha em família as coisas que nos aconteceram durante o dia.

Por isso é muito importante que esta zona da casa se encontre sempre organizada, limpa, bonita e, sobretudo, bem iluminada. Sem mais demoras e para que te possamos ajudar aqui ficam os nossos conselhos para a iluminação de cozinhas.

Conselhos para a iluminação de cozinhas

A primeira recomendação que vos darei em relação à iluminação deste espaço é analisar a luminosidade do resto da casa. Com esta análise vai-se poder identificar as falhas que a cozinha conta e pode-se começar a pensar nas soluções.

Outro conselho fundamental na altura de pensar na iluminação das cozinhas é que o foco central que localiza no teto deste espaço tem de brindar com luz suficiente para todo o espaço. Esta luz dee chegar até aos cantos.

Como esta luz chega ao contas não o faz com a mesma intensidade que noutras zonas mais perto do foco, estas regiões devem ser complementadas com luzes adicionais.

Para além destes cantos, recomenda-se colocar luzes ou focos de menor tamanhos principalmente em zonas específicas como são os armário.

Para que possas entender melhor esta ideia é recomendável iluminar as zonas superiores dos armários e também em alguns dos cantos onde estão os elementos da cozinha.

Para além das luzes visíveis pode-se também utilizar luzes meia escondidas que não se vêm. Estas oferecem boa iluminação e dão sobretudo uma atmosfera elegante e subtil aos espaços da cozinha.

Da mesma forma recomenda-se iluminar as áreas onde se come e as ilhas de cozinha já que são áreas onde geralmente passa-se muito tempo. Nestas áreas aconselha-se utilizar iluminação quente.

O que se aconselha das luzes de teto é que estas contêm com uma distância mínima de 60 cm entre o candeeiro e a ilha ou a mesa. Isto recomenda-se para que haja uma boa distância e o calor e luz do foco não incomode as pessoas que lá estejam.

Aplica estes conselhos na tua cozinha e terás um espaço luminoso e elegante.

Artigos relacionados
Portal especializado em cozinhas. Somos o guia perfeito para a decoração de cozinhas.